Escotismo em Torres Vedras

Ajudamos a dar mais vida ao centro histórico da cidade!

Código Braille

 

 

Louis Braille, nasceu em Coupvrais - na França, a 4 de janeiro de 1809. Seu pai trabalhava com couro. Aos dois anos e meio Braille brincava com um dos instrumentos de trabalho de seu pai, uma sovela, que, ao saltar-lhe das mãos, vazou um dos seus olhos.

Devido aos poucos recursos da época não foi possível evitar que o olho sofresse infecção e que esta se transmitisse ao outro olho, deixando o menino totalmente cego.

Em 1819 ele é matriculado no Instituto Nacional dos jovens Cegos de Paris. Ali, estuda pelo método de Valetim Aüi, que consistia nas letras comuns em alto-relevo. Tal método, no entanto, possuía sérios inconvenientes: o relevo das letras não durava e o sistema exigia grande quantidade de papel. Louis Braille inicia então uma pesquisa para desenvolver um novo método de escrita e leitura para cegos.

A grande oportunidade surge quando o oficial francês Charles Barbier oferece ao governo de seu país para uso dos cegos - um método que havia criado por ocasião das guerras napoleónicas. Graças ao seu invento, os soldados, mesmo em plena escuridão, podiam ler suas mensagens pelo tacto. Estudando o método de Barbier, Louis Braille construiu assim o seu próprio sistema.

Com apenas seis pontos em sessenta e três combinações diferentes o Sistema Braille permite aos cegos o acesso às letras e consequentemente ao mercado de trabalho e à sociedade.

 

 

Imprimir Email

0
0
0
s2sdefault

Escotismo com tradição!

Os escoteiros estão em Torres Vedras desde 1914 e o 129 foi oficialmente reaberto em 1999.

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência como utilizador. Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site.
Ok